Blogue

15 anos da Feira de Rua da Castanha, do Mel e do Artesanato do Coentral

15 anos da Feira de Rua da Castanha, do Mel e do Artesanato do Coentral

Procurando recriar o ambiente comercial de outrora, que ocorria essencialmente nos dias festivos onde alguns comerciantes das redondezas aproveitavam para vender os seus produtos, nomeadamente durante o dia da Festa de Nossa Senhora de Nazaré, e também a forte componente comercial que a freguesia do Coentral possuía nos tempos de antanho, nascia há 15 anos, em 2006, nas ruas centrais do Coentral Grande a Feira de Rua da Castanha do Mel e da Neve, numa iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Castanheira de Pera, da Junta de Freguesia do Coentral, da Lousitânea e do Centro Comunitário de Castanheira de Pera.

Realizando-se quase ininterruptamente desde esse ano (apenas interrompida em 2013 e 2020), a Feira agora rebaptizada em Feira da Castanha, do Mel e do Artesanato, tem-se afirmado como um evento cultural, recreativo, comercial e promocional dos saberes e dos sabores das gentes serranas, procurando mostrar o que há de melhor no nosso concelho.

Neste certame anual os produtos endógenos da região do Coentral, e naturalmente de Castanheira de Pera, como a castanha e o mel, são a rainha e o rei da festa e nele tem marcado presença sobretudo os pequenos produtores e as instituições sociais do concelho, que aproveitam a oportunidade para dar visibilidade aos seus produtos e serviços.

Apesar de se desenvolver fundamentalmente nos espaços públicos ao ar livre, a organização da Feira tem procurado também centrar algumas das actividades complementares em edifícios intimamente ligados à história do Coentral, nomeadamente: na antiga Escola Primária, que tem sido palco privilegiado de exposições fotográficas e documentais; na sede do CIRUC, para as tão apreciadas noites musicais e de entretenimento; e, na sede da antiga Junta de Freguesia, onde decorreram palestras, exposições e outros eventos.

O programa, para além da venda dos produtos mais variados das aldeias serranas do Coentral e das redondezas, e dos momentos recreativos que tem contribuído para promover a divulgação dos grupos folclóricos e musicais do concelho, culmina, sempre, com a recriação do tradicional magusto à moda antiga.

Por tudo isto, a Feira da Castanha, do Mel e do Artesanato constitui-se, já hoje, como um factor agregador dos costumes e das tradições das gentes serranas do Coentral.

 

(In: Livro “COENTRAL-História, usos, costumes e tradições”, pags. 255 e 256)

Image

Este e outros temas são abordados no livro Coentral – História, Usos, Costumes e Tradições.

Para adquirir um exemplar do livro, contacte-nos.

Promotores da iniciativa

cirucrf-neveiros-coentral